DESTAQUE

Bandas que fazem história na música de Pernambuco

Impulsionadas pela explosão do rock no mundo, na década de 60, grupos musicais foram surgindo em Pernambuco para atuar no Rádio e na TV. ...

sexta-feira, 1 de maio de 2020

Bandas que fazem história na música de Pernambuco

Impulsionadas pela explosão do rock no mundo, na década de 60, grupos musicais foram surgindo em Pernambuco para atuar no Rádio e na TV. O primeiro deles foi a Banda Silver Jets, que tinha como vocalista o depois consagrado cantor Reginaldo Rossi.  

Alguns desses grupos formados por jovens músicos foram se popularizando e criando raízes, a exemplo da Banda Os Loucos, que este ano completa 55 anos de sua criação, sob o comando de Leonardo Cavalcanti e que ainda hoje se apresenta em diversos palcos da cidade.   
Considerada uma das mais antigas do Brasil e a mais antiga do Nordeste. A Banda Os Loucos, teve sua origem no Colégio Pan Americano em Recife, PE, em 15 de Outubro de 1965, tendo como fundadores os irmãos Cavalcanti, Juarez e Leonardo que juntamente com os amigos Edson Cysneiros e Alberto Queiroga estudantes do citado colégio, formaram um quarteto musical para uma apresentação em comemoração ao dia dos professores no referido Colégio. A banda se dedicou nos primeiros cinco anos a fazer só bailes dançantes em clubes sociais. Em 1970, fez seu primeiro programa de televisão. À Hora do Chaú na TV Jornal do Comércio. Em 1971, conquistou o diploma de melhor banda do Recife em concurso promovido pela citada emissora. Daí pra frente, começaram a evoluir na mídia, fazendo programas de rádio e televisão, sendo notícia em jornais, conquistando pelo seu repertório, sua simplicidade e músicos competentes, um público cada vez maior. Denominada! A Banda do Povo.

Depois, surgiu a Banda Alcano (Foto em Destaque na Matéria), comandada por Carlos Maia, cuja primeira voz feminina se revelou uma grande cantora: Nádia Maia. A família Maia mantem a Alcano em evidencia por continuar sendo um dos grupos musicais de maior prestigio popular dos últimos anos. 
Pernambuco revelou outros grupos no formato de musica jovem, todos criados com o objetivo de se destacar nos programas de rádio e televisão. 
Podemos citar, entre eles, o conjunto Os Tártaros, o Grupo Trepidant’s, que ainda atua nos dias de hoje, Os Notáveis, para citar apenas esses. Também se notabilizaram nessa mesma época grupos criados para divulgar a musica popular brasileira, como o Quinteto Violado, a Banda de Pau e Corda,  Som da Terra, e o Quinteto Armorial, este último dedicado a musica erudita. Esses conjuntos ainda atuam realizando “shows” em teatros e eventos públicos.     
Todos esses grupos visavam se apresentarem nos programas de auditório que existiam tanto no Rádio como na Televisão. O Rádio mantinha esses programas aos sábados e domingos. Na TV, os mais notáveis eram “Você faz o show”, comandado por Fernando Castelão, “Noite de Black-tie”, tendo à frente Luiz Geraldo e “Bossa 2”, apresentado por José Maria Marques. Mas, existiam outros programas musicais comandados por nomes que se destacaram nos meios de comunicação de Pernambuco como Paulo Marques, Jota Ferreira, Jorge Chau, Paulo Ferreira, Antenor Aroxa, Linda Maria, entre outros.  Todos os programas eram realizados ao vivo, o que exigiam mais competência e talento de todos os que deles participavam.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário