sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Novinho da Paraíba lança CD com novo repertório e faixas inéditas

Intitulado de "Mais Novo do que Nunca", Novinho da Paraíba está lançando seu mais novo álbum com 18 músicas, sendo três faixas inéditas: "Virei Baladeiro", "Pererê" e "Coração Vip"


Novinho da Paraíba CD 2016

MÚSICAS DO CD
01. Virei Baladeiro
02. Eu Vou Morrer
03. Pererê
04. Coração
05. Mega Sena
06. Aquele 1
07. Enchendo e Derramando
08. Chupando Dedo
09. Espora de Ouro
10. Agora vai ser pra valer
11. Sosseguei
12. Farra Pinga e Foguete
13. Balada do Vaqueiro
14. Quem se apaixonar pelo vaqueiro
15. Vaqueiro Atualizado
16. Isso cê num conta
17. Pout purri Vaneirão
18. Virei Baladeiro (Bônus)

Baixe Aqui - http://www.suamusica.com.br/novinhodaparaiba/novinho-da-paraiba-cd-2016


sábado, 5 de dezembro de 2015

ALÉM CORAÇÃO - GERALDINHO LINS CELEBRA 25 ANOS DE CARREIRA COM NOVO CD

Para celebrar os 25 anos de carreira artística, celebrados em 2015, o cantor e compositor Geraldinho Lins brinda seus fãs e os admiradores do forró tradicional com o lançamento de seu 15º CD. O trabalho está disponível de forma gratuita, para ser ouvido via streaming ou baixado por meio de download, por meio da plataforma online Sua Música (www.suamusica.com.br/GeraldinhoLins), bem como no perfil do artista no Youtube (www.youtube.com/geralinsoficial).

“Esse é um disco romântico, com 100% de forró. Quis fazer um trabalho voltado para o dançar, com arranjos cuidadosos e letras que sugerem saudade, paixão, amores e desamores também. Coisas que vivemos no cotidiano”, afirma Geraldinho Lins. “Esse trabalho representa mais um sonho que nós registramos e eternizamos. É minha forma de colaborar com a manutenção e divulgação do Forró Popular Brasileiro e manter viva a tradição dessa música e dança que encantam a representam a vida de toda uma nação”, completa o artista.

O CD traz música compostas pelo próprio Geraldinho Lins (Eu te amo meu amor e Faça isso comigo não) e canções feitas a quatro mãos com o parceiro musical Luciano Barros (Vou sonhar pra você ver, Desejo e Te amei, entre outras). O disco traz ainda composições de, entre outros nomes, Marquinhos e Izaque Maraial (Além do coração) e Bruno Lins (Medo de amar). O novo CD conta com a participação do cantor Petrúcio Amorim na faixa Voltando pra mim e do saxofonista Clênio Lima na música Faça isso comigo não.

Este é o primeiro trabalho de Geraldinho gravado em estúdio nos últimos dois anos: “Os meus trabalhos anteriores sempre vinham sendo gravados ao vivo. Neste busquei fazer arranjos mais cuidadosos com a ajuda de minha banda e de meu produtor musical, Daniel Felix”, revela o artista. “Espero que as pessoas se divirtam, dancem e curtam muito esse novo trabalho, que foi feito por uma equipe muito profissional. Estou muito satisfeito com o resultado. Faço tudo sempre pensando em meu público”, afirma Geraldinho Lins sobre o novo trabalho.

HISTÓRIA – Completando 25 anos de carreira em 2015, o cantor e compositor Geraldinho Lins marca presença em eventos de destaque nacional, a exemplo do desfile do Galo da Madrugada, bloco responsável por abrir o Carnaval pernambucano, e do São João de Caruaru e de Campina Grande, na Paraíba. Além disso, ao longo de todo o ano, o artista leva seu talento a apresentações realizadas em casas noturnas, empresas privadas, festas particulares e prefeituras de todo o estado.

Nascido Geraldo Pereira Lins Filho, na cidade de Serra Talhada, em pleno Sertão pernambucano, o primeiro contato de Geraldinho Lins com a música aconteceu aos 13 anos de idade, ao ganhar o primeiro violão de sua mãe. "Era um presente que eu esperava da minha mãe desde os dez anos, mas ela tinha medo que eu misturasse as notas musicais com as notas escolares", recorda em tom de brincadeira. Sua paixão pelo forró viria alguns anos mais tarde, quando a família residia em Caruaru. Foi na Capital do Forró que Geraldinho conheceu o Trio Nordestino e seu tradicional forró pé de serra, selando uma paixão que está distribuída em mais de 200 canções de sua autoria, que incluem ainda ritmos como xote, baião, caboclinho, frevo de bloco e frevo rasgado.

A primeira banda, a Flor da Pele, foi formada por colegas de colégio. Em seguida, veio a Quenga de Coco. Nos últimos dez anos, o artista tem atuado em carreira solo, conquistando fãs em todo o Nordeste, com shows da Bahia ao Maranhão, bem como outras capitais, a exemplo de São Paulo e Rio de Janeiro – cidades onde o artista bateu recorde de público em todos os shows. Mas as apresentações não têm se limitado ao território nacional. Por dois anos seguidos, Geraldinho Lins vem levando seu forró à Europa em países como França, Portugal, Alemanha e Inglaterra.

Atualmente, Geraldinho Lins está à frente de uma equipe de 20 profissionais, entre técnicos, produtores e roadies. Sua banda é formada por Sandro Pick (bateria), Sandro Araras (percussão), Saulo Alves (contrabaixo), Eder do Acordeon (sanfona), Marquinhos Casa Amarela (zabumba), Daniel Félix (teclados) e Kiel Hernandez (guitarra). É contratado exclusivo da Luan Promoções, uma das maiores produtoras do País – que detém a exclusividade, no Norte e Nordeste, de nomes como Zezé di Camargo & Luciano, Fagner, Luan Santana e Victor e Léo.

Ao todo, Geraldinho Lins possui 15 CDs lançados, sendo nove na carreira solo, e três DVDs – o primeiro deles foi gravado em 2005 e conquistou o DVD de ouro pelas 25 mil cópias vendidas. Como reconhecimento por seu trabalho e contribuição à música e à cultura pernambucana, Geraldinho foi agraciado em 2012 com a Medalha de Mérito José Mariano pela Câmara dos Vereadores do Recife. "É um reconhecimento ímpar que deixa feliz o artista e o ser humano. O começo foi muito duro, mas valeu a pena", afirma Geraldinho Lins. No início da carreira, ainda em 1992, o artista já havia sido finalista no Festival Canta Nordeste, promovido pela Rede Globo.


De Agência

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Mestre Salustiano e a força da cultura popular

O rabequeiro Mestre Salustiano é um ícone da cultura popular pernambucana. É conhecido nacionalmente pelo seu trabalho com a preservação dos folguedos e por tirar da rabeca ritmos regionais como forró pé-de-serra, frevo, cavalo marinho e maracatu. Nascido Manuel Salustiano Soares, no município de Aliança, na Zona da Mata Norte do Estado, em 1945, Salú se estivesse vivo completaria no dia 12 de novembro, 70 anos de idade.

Após a sua morte, em 2008, o legado está sendo perpetuado pela família Salustiano que mantém viva a chama da cultura pernambucana dando continuidade a Casa da Rabeca fundada, há 13 anos, pelo Mestre Salú.

Atualmente, o local é um dos principais redutos de cultura popular, e principalmente de apresentações de forrozeiros da região. Por lá, nomes importantes da música como Flávio José, Alcymar Monteiro, Antônio Nóbrega, Irah Caldeira, Nádia Maia, Cristina Amaral se apresentam regularmente, fazendo do espaço um local ideal para se curtir ritmos regionais durante todo o ano.

Mas a Casa da Rabeca também inspira a criação de novos artistas. É o caso da banda Dinda Salu e os Cabras Desmantelados e Família Salustiano – esta última, entre os shows que realiza, ainda une a música em um espetáculo especial que envolve dança e teatro, intitulado “Família Salustiano e a Rabeca Encantada”.

A Casa mantém, ainda, a tradição de eventos como o Carnaval Mesclado, que realizou este ano sua 11ª edição; os festejos juninos, com o Forró de Salú, e Festival Nacional de Cavalo Marinho, folguedo popular que este ano foi reconhecido como patrimônio cultural imaterial do Brasil.

MESTRE SALÚ – Nascido Manuel Salustiano Soares, no município de Aliança, na Zona da Mata Norte do Estado, em 1945. Até hoje, é considerado uma das maiores personalidades culturais de Pernambuco. Ao longo da vida, atuou como intérprete, cantor, compositor e músico, incorporando um verdadeiro brincante do folguedo pernambucano. Um ano antes de falecer, em 2008, foi eleito patrimônio vivo da Cultura pernambucana.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

João Lacerda 20+

Filho do Senador do Rojão acaba de lançar mais CD com a participação de 20 artistas do cenário musical. O cantor João Lacerda tem seu estilo próprio e escolheu o forró para fazer carreira

01. Pense Numa Coisa Boa (Jaminho Farias) - Part. Nando Cordel

02. Em Plena Lua de Mel (Cleide/ Clayton) - Part. Reginaldo Rossi


03. Talismã (Michael Sulivan/ Paulo Massadas) - Part. Adilson Ramos


04. Meu Cenário (Petrúcio Amorim) - Part. Petrúcio Amorim


05. Por que/ Pode Chorar (Dorgival Dantas) - Part. Dorgival Dantas


06. Sala de Reboco (Zé Marcolino) - Part. Dominguinhos


07. Surra de Amor (Cassiano Costa/ José Orlando) - Part. José Orlando


08. Bota Pegando Parea (Zezito Doceiro) - Part. Edson Lima


09.Diz que me ama (Roberto Cruz) - Part. Falamansa


10. Já é Madrugada (Antônio Barros/Cecéu) - Part.Maciel Melo

11. Tropicana (Alceu Valença/ Vicente Barreto) - Part. Alceu Valença


12. Pedras que Cantam (Dominguinhos/ Fausto Nilo) - Part. Alcymar Monteiro


13. To Bebendo To Pagando/ Cabra Desmantelado (Sirano) - Part. Sirano e Sirino)


14. Xote do Brasil (Jorge Silva) - Part. Frank Aguiar


15. Pé e Chão (Missinho) - Part. Amazan


16. Cintura Fina (luiz Gonzaga/ Zé Dantas) - Part. Waldonys


17. Amor de Sertão (Geraldinho Lins) - Part. Geraldinho Lins


18. Morena bela (Onildo Almeida/ Juarez Santiago) - Part. Targino Gondim


19. Amor, Querer e Paixão (Ricardo Reis/ João Caetano) - Part. Genival Lacerda


20. Pode Falar (Juarez do Acordeon) - Part. Trio Nordestino 

BAIXE GRÁTIS


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Ivan Ferraz vai comemorar 35 Anos de Carreira com Festa na Casa da Rabeca

Conhecido popularmente como o “Embaixador do Forró”, o pernambucano de Floresta, Ivan Ferraz está completando três décadas e meia de muito trabalho e dedicação à música nordestina.
E para celebrar esta data, a Casa da Rabeca em parceria com um grupo de artistas, resolveram homenagear o Embaixador, promovendo em grande estilo, uma festa no dia 24 de outubro.

Os amantes do forró pé de serra vão conferir um grande show de Ivan Ferraz com as participações de Novinho da Paraíba, Genival Lacerda, Diego Cabral, João Lacerda, Irah Caldeira, Nádia Maia, Almir Rouche, Bruno Flor de Lótus, Nerilson Buscapé  e muito mais. Abertura a partir das 21h com Iaponan Marins e Jaqueline Leite – Banda O Fino do Forró. 
Os ingressos já estão à venda  no Espaço Cultural Dominguinhos (Sábados), Pizzaria Nova Kiss (Cidade Universitária), Forró do Buscapé (Domingos) e no local pelo valor de R$20 (Preço único).
Além dos shows, a Casa da Rabeca conta com infraestrutura completa, com bar e restaurante com bebidas e comidas típicas. O espaço ainda conta com segurança e estacionamento privado.

 SERVIÇO:
Festa de 35 Anos de Carreira de Ivan Ferraz
Quando: Sábado, 24 de Outubro de 2015
Onde: Casa da Rabeca do Brasil (Rua Curupira, 340, Cidade Tabajara - Olinda/PE)
Horário: 21h
Ingressos: R$ 20
Informações: (81) 98842.2926 / 99938-1351/ 3371.8197

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A História do Embaixador do Forró que em Outubro completa 35 Anos de Carreira


Ivan Ferraz é o nome e sobrenome de um pernambucano, nascido em Floresta (PE), que desde a infância conviveu com a musica, já que sua avó e sua mãe tocavam bandolim. Com pouco mais de 10 anos de idade assistiu a um show de Luiz Gonzaga. Foi o bastante para aquele menino se interessar pela musica nordestina, passando a pesquisá-la com muita intensidade até os dias de hoje. Em 1970, já morando no Recife, formou-se em Comunicação Social. Cinco anos depois concluiu o curso de Radialismo e foi trabalhar no Departamento de Divulgação da extinta Fábrica de Discos Rozenblit – a única do Norte-Nordeste do País.

Aí, o garotinho que conheceu o “Rei do Baião” com 10 anos de idade, passou a viver mais próximo de grandes nomes da musica regional, como o próprio Gonzagão, e mais Jackson do Pandeiro, Capiba, Luiz Queiroga, Jacinto Silva, Rui de Moraes e Silva, os Irmãos Valença e os maestros Duda e Edson Rodrigues, entre outros. Em 1977, gravou um compacto na própria Rozenblit, cantando o seu primeiro xote - “Riqueza do Sertão”. Daí por diante, Ivan participou de muitas gravações. Hoje, tem 9 LPs lançados por gravadoras de âmbito nacionais (Rozemblit-PE, Copacabana – SP, Chantecler –SP, Polygram-SP e Polydisc – PE), 11 CDs e 1 DVD gravado no Teatro de Santa Isabel no Show Baião dos Dois – Homenagem à Luiz Gonzaga e Zé Dantas. 


Ivan Ferraz fez carreira brilhante como comunicador no rádio e na televisão, sempre enaltecendo a musica regional. Estreou com o programa “O Forró de Ivan”, na Radio Capibaribe. Em seguida, apresentou “Nordeste, Poesia e Forró”, na extinta TV-Tropical, hoje chamada TV-Pernambuco, do Governo do Estado. Esse mesmo programa passou a ser chamado “Forró, Verso e Viola”, que ficou como sua marca definitiva. 

Emoções na longa carreira foram inúmeras. A mais significativa foi quando foi homenageado por Luiz Gonzaga e com ele cantou num show na AABB, na cidade de Serra Talhada.

Em outubro de 2000, o programa “Forró, Verso e Viola” estreou na Radio Universitária FM (99.9), Emissora da Universidade Federal de Pernambuco, onde continua no ar, de segunda a sexta-feira, das 4 às 6 da tarde, sempre divulgando toda a diversidade da cultura nordestina. O programa também pode ser acompanhado pela Internet no site 
www.tvu.ufpe.br

Ivan Ferraz na Web: http://ivanferraz.blogspot.com.br/

domingo, 6 de setembro de 2015

Show do Forró Flor de Lótus é Lançado em DVD

Um registro do show da banda Forró Flor de Lótus gravado em janeiro deste ano na Sala de Reboco rendeu o DVD No Colar Colou, nova canção de trabalho que dá título ao álbum. O material conta com participações de Luizinho Sanfoneiro, Nilton Neto Forró Pratú e Nerilson Buscapé.

01.No Colar Colou (Bruno Flor de Lótus/ Nerilson Buscapé)
02. Xodó e Xamego (Junior Vieira / Ed. Sonocom)
03. Tô de Boa (Edson Duarte)
04. Todo tempo é pouco (Bira Marcolino)
05. Tangendo a Dor (Xico Bizerra)
06. Cardápio do Vaqueiro (Junior Viieira)
07. Coração de Homem (Duda Ferraz/ Capitão Assis/ Geraldo Margela)
08. Água da mesma paixão (Leninho de Bodocó/ Veio Abidoral)
09. Guardiã (Leninho de Bodocó / Xico Bizerra)
10. Um Xote pra comemorar (Severino Pedro)
11. Aperriado de Saudade (Bruno Flor de Lótus/ Gonçalo Mandalete/ Alexandre Alves)
12. Pontaria (Nerilson Buscapé) – Part. Nilton Neto
13. Moinho D´água (Edson França/ R. Elion Nobre)
14. Cadeira de Balanço (Assisão / Lindu)
15. Menina da Noite (Assisão / Lindu)
16. Tinguelingue (João Silva/ J. B. De Aquino)
17. O Forró está presente(assisão/ Aurita)
18. Aí Dentro (Natalia Nascimento/ Nerilson Buscapé) – Part. Nerilson Buscapé
19. Numa Sala de Reboco (Luiz Gonzaga/ Zé Marcolino)
20. Dama de Ouro (Maciel Melo)
21. Não é pouco não (Flávio Leandro/ Danisio Leandro/ Vanvan Jorge)
22. Pequenininha (Assisão)
23. Procurando Tú (J. Luna/ Antônio Barros)
24. Só me causa dor (Gilson Carlos/ Lindu)
25. Esconderijo do Amor (Gennaro/ Xico Bizerra)
26. O Negócio de Amar (Leninho de Bodocó/ Zé Maria)
27. Serrote Agudo (Zé Marcolino/ Luiz Gonzaga)
28. Cacimba Nova (Zé Marcolino) – Part. Luizinho Sanfoneiro
29. Instrumental Soladão (Dedim Gouveia/ Josivan) - Part. Luizinho Sanfoneiro
30. Caco de Amor (Junior Vieira)
31. Deixa Clarear (Jorge de Altinho/ Joãozinho Soares)

Um Trecho do Show:


terça-feira, 25 de agosto de 2015

Genildo Sousa lança “Matutin de pé no chão”

O disco é o terceiro da carreira musical de Genildo Sousa. Com composições de sua autoria e de outros compositores pernambucanos como Nerilson Buscapé, Júnior Vieira, Luiz Pereira e Marrom do Forró, além de participações especiais de João Lacerda, Roberto Muller e Jorge Costa. O álbum tem 14 faixas incluindo “Matutin de pé no chão” (Nerilson Buscapé), “Melzinho na colher” (Junior Vieira) e “Olhar de Monalisa” (Nerílson Buscapé e Genildo Sousa), todas com a roupagem do autêntico forró.

 01. Matutin de Pé no Chão (Nerilson Buscapé)
02. É Gavião é Carcará (Nerilson Buscapé e Genildo Sousa) – Part. João Lacerda
03. As Coisas da Natureza (Dr. Luiz Pereira e Nerilson Buscapé)
04. Santa de Carne e Osso (Reginaldo Queiroz)
05. Lembrança de Dominguinhos (Reginaldo Queiroz)
06. Junto de Mim serás feliz (Roberto Muller) – Part. Roberto Muller
07. Minha Forma de te amar (Nerilson Buscapé e Genildo Sousa)
08. Na Roça (Marron do Forró e Genildo Sousa)
09. Tome Pressão (Sgt. Pereira, Nerilson Buscapé e Genildo Sousa)
10. Zé Cafú (Nerilson Buscapé e Genildo Sousa)
11. Um abraço me faz bem (Nerilson Buscapé e Genildo Sousa)
12. Melzinho na Colher (Junior Vieira) – Part. Jorge Costa
13. Olhar de Monalisa (Nerilson Buscapé e Genildo Sousa)

 Contatos: (81) 99977-9863 / 98657-7780 / 99282-2223

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Sua Voz em Alta com os tubos de ressonância

Usado em cantores, poetas, locutores e todos que trabalham com a voz


Os tubos de ressonância na terapia de voz foram propostos por SOVIJARVI, um foneticista da Universidade de Helsinki, e têm sido usados desde a década de 1960 para aquecimento de cordas vocais. Um tratamento revolucionário para ronquidão, refluxo e doenças relacionadas a voz.

O uso dos tubos é indicado para maior parte dos distúrbios vocais e tem foco holístico na fonação, respiração e postura, podendo ser usados em combinação com outros exercícios.

Os resultados positivos do uso dos tubos de ressonância devem-se ao abaixamento da laringe e à firmeza na vibração das pregas vocais.

Para adquirir os Tubos de Vidros, a ET Castro Me. (Vidrarias, Equipamentos e Serviços para Laboratórios) situada no Rio Grande do Norte oferece para todo o Brasil o produto pelo valor promocional de R$50 com todos os custos de entrega e manual de instruções para obter seus resultados.

Informações: (84) 3272-4927/ 9.9944-2702/ 9.8869-3529

Um Forró Bonito

Cantor e compositor pernambucano, natural do Recife, Iaponan Marins está lançando seu mais novo CD, ao lado de sua esposa Jaqueline Leite onde dividem o palco. 

Álbum contem 14 faixas com composições próprias e regravações de artistas como Ivan Ferraz, Accioly Neto, Ilmar Cavalcante, Jorge Silva, Nerilson Buscapé, Genildo Sousa e Roxinó do Nordeste.

01. Paixão (Iaponan Marins)
02. Forró Bonito (Iaponan Marins)
03. Sanfoneiro Bom (Jorge Silva)
04. Coração Enrolão (Ivan Ferraz)
05. Arroi (Iaponan Marins)
06. Eu Quero Água (Iaponan Marins)
07. Oferendar (Xico Bizerra/ Flávio Leandro)
08. Sou Vaqueiro Apaixonado (Genildo Sousa/ Marron do Forró)
09. Asas da Ilusão (Accioly Neto)
10. Assim é meu Sertão (Ilmar Cavalcante)
11. Primeira Chuvada (Iaponan Marins / Euclides Paiva)
12. Noronha (Iaponan Marins)
13. Descendo a Serra (Roxinó do Nordeste)
14. Quem Manda É Você Mulher (Nerilson Buscapé)

BAIXE AQUI

Contatos: (81) 99166-1304 | (81) 3078-0467

"Rasteira na Saudade" - Roberto Cruz lança novo álbum

No ano em que comemora quinze anos de carreira, Roberto Cruz, lança CD autoral. RASTEIRA NA SAUDADE é o título do novo álbum do cantor e compositor bom-jardinense.

O Cd trás onze belas canções, do mais autêntico forró, todas de sua autoria e algumas em parceria. ROBERTO CRUZ é um dos compositores mais requisitados de sua geração e vive um dos melhores momentos de sua carreira. RASTEIRA NA SAUDADE reflete bem esse momento, neste trabalho, o forrozeiro se mostra muito a vontade, cantando os mais diversos temas do nosso cotidiano e mostrando que o forró continua mais vivo do que nunca, e, o melhor, se renovando cada vez mais.

Roberto Cruz é Natural de Bom Jardim, agreste pernambucano, cantor e compositor possui cinco cd’s e um dvd e já teve suas músicas gravadas por importantes nomes da nossa música, como Flávio José, Nádia Maia, Santanna o Cantador, Cristina Amaral, Nonô Germano, Edilza Aires, Rogério Rangel, Som da Terra, Irah Caldeira, Terezinha do Acordeon, Beto Hortis, Benil, Dudu do Acordeon, entre muitos outros. Como compositor participou e esteve entre os vencedores em várias edições do Concurso de Música Carnavalesca da Cidade do Recife e participou também de outros importantes festivais de música, como o Femuarte (Garanhuns) e Forraço (Natal). Venceu ainda o concurso de Frevo promovido pela Rede Globo Nordeste em 2007, tendo sua música “No pino do meio dia” sido escolhida, na oportunidade, pelo público, como a música do centenário do frevo. Em 2012 foi finalista do Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas do Fantástico no Rio de Janeiro. Como escritor possui ainda um livro (Contos Urbanos e Lendas Rurais, 2011 – Edições Bagaço) lançado.

Sempre defendendo os ritmos e a cultura pernambucana, Roberto Cruz já se apresentou em grandes eventos como o São João de Caruaru, Festival de Inverno de Garanhuns, Circuito do Frio, Forrozão do Galo, São João e Carnaval Multicultural do Recife, Festival Pernambuco Nação Cultural, Projeto Viva Gonzagão, Aniversário do Recife, e outros eventos em diversas cidades de Pernambuco, bem como em outros Estados do Nordeste.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Assis Guerra - poeta, cantor e compositor pernambucano

Assis Guerra, poeta, cantor e compositor pernambucano, no qual traz uma bagagem da vida noturna de 22 anos de carreira, dar continuidade e traz uma nova linguagem para o autêntico pé de serra, com uma proposta de xote, baião, forró, maracatu, coco e embolada. Faz a fusão destes ritmos com a maior criatividade e competência. 

O regional funde se com o global e o baião dialoga com o xote na maior naturalidade. Mas sempre mantendo um bom gosto, fala do cotidiano, da vida do povo suburbano da cidade do Recife, usando um palavreado rústico, com seus vícios de linguagem, mantendo um nível de qualidade surpreendente, sem vulgarizar o contexto.

ASSIS GUERRA, vem com impulso de criatividade, que começa a recarregar as baterias do Recife, com grandes parceiros como Maciel Melo, Irah Caldeira, Genival Lacerda, Geraldinho Lins, Santanna O Cantador, Gennaro, Terezinha do Acordeon, Nena Queiroga e outros.

A qualidade do repertório introduz a esse movimento que a cada dia cresce e passa a ser reconhecido fora das fronteiras do estado de Pernambuco.

FORMAÇÃO DA BANDA: 
ASSIS GUERRA - VOZ E VIOLÃO
ZABUMBA
PERCUSSÃO E EFEITOS
BATERIA
SANFONA
CONTRA BAIXO
GUITARRA

Mahatma Costa - Um Mestre na arte de tocar Sanfona

Nascido em bairro novo - Olinda, o jovem pernambucano Acordeonista, Cantor, Produtor musical e cultural, teve inicio de sua formação no Centro de Educação Musical de Olinda(CEMO) e, em Timbaúba, onde descobriu os primeiros sinais de aptidão para a música e onde conheceu a primeira sanfona que havia pertencido a sua mãe nos tempos de escola, em seguida realizou trabalhos em bandas, oficinas e cursos de produção artísticas e culturais; em paralelo teve aulas e audições com o Mestre Camarão(Patrimônio Vivo da Cultura do estado de Pernambuco).

Durante alguns anos na Bahia fez cursos e especialização de harmonia, improvisação e arranjo com excelentes músicos da cena musical baiana, e recentemente em 2011 iniciou parceria do estudo moderno do acordeom mundial com o renomado Maestro Antonio Spaccarotella no Conservatório italiano Nuova Armonia.

Mahatma Costa é atualmente um dos novos destaques internacionais do acordeom brasileiro, e, primeiro pernambucano a conquistar um Título Mundial em acordeom, o músico tem viajado o mundo todo atuando em shows, turnês e competições a nível nacional, internacional e mundial, tendo já passado por Estados Unidos, Canadá, China, Rússia, Itália, Áustria, Lithuânia, Portugal e Alemanha.

Confira Seu Trabalho
http://palcomp3.com/mahatmacosta

Site Oficial:
http://tnb.art.br/rede/mahatmacosta

quinta-feira, 16 de julho de 2015

O "Autêntico Forró Pé de Serra" de Valda do Forró

Valda do Forró lança novo álbum pé de serra

Maria Valdenora Gomes da Silva, mais conhecida como Valda do Forró, nasceu na cidade de Caiçara no município de Guarabira na Paraíba. Começou cantando na adolescência no circo que estava de passagem na cidade de Limoeiro (PE), nesta temporada conheceu o músico Cicinho do Acordeon e criou a banda Raio do Sol que durante 15 anos se apresentou em várias cidades.
Valda do Forró, também se apresentou com Marinalva e sua gente, como back vocal, na mesma época trabalhou também com Coronel Caruá. Desenvolveu trabalhos também com Marcelo de Feira Nova, Aluízio do Acordeon entre outros artistas.
Nos anos 90, a cantora decidiu seguir carreira solo. Onde gravou o seu primeiro CD intitulado "Valda e os brasileirinhos do forró", em 1996 lançou o seu segundo disco "Valda do Forró" em 2004 lançou o seu terceiro CD "Simplesmente um a mais" e agora trabalha o seu mais recente trabalho, “A Sola do Meu Sapato” com 11 faixas grandes sucessos e composições inéditas de grandes compositores nacionais.
 Seu repertório passeia pelos ritmos do forró pé de serra, com músicas consagradas de Luiz Gonzaga, Marinês, Elba Ramalho, Dominguinhos, Trio Nordestino entre outros nomes do forró pernambucano.
Por ter uma carreira de aproximadamente 20 anos, se apresentou em vários locais consagrados pelo público Pernambucano: Pátio de São Pedro, Praça do Arsenal, Casa da Cultura de Pernambuco, Sítio da Trindade, Festival de Inverno de Garanhuns (Circuito do Frio), Forró de Arlindo dos 8 baixos, Casa da Rabeca, Sala de Reboco, São João do Recife, Vitória de Santo Antão, Orobó e em eventos empresariais como Caixa Econômica Federal, Shopping Tacaruna entre outros.
Contatos para Shows:
(81) 9.8750-7847 / 9.9799-0755
Baixe o Novo CD - A Sola do Meu Sapato: http://palcomp3.com/valdadoforro

2015: Ano do Centenário de Rosil

Rosil Cavalcanti, pernambucano de Macaparana, nasceu no dia 20 de dezembro de 1915. Nessa mesma data, agora em 2015, será comemorado o centenário de seu nascimento. Rosil foi um dos mais brilhantes compositores de forró. 

Projetou Jackson do Pandeiro com a musica “Sebastiana” e criou outras que se tornaram muito populares – “Na Base da Chinela”, “Meu Cariri”, “Cabo Tenório”, “Aquarela Nordestina”, a maioria delas gravadas por intérpretes famosos, como Luiz Gonzaga, Zé Ramalho, Marinez, Elba Ramalho, Gilberto Gil, entre outros.

Rosil Cavalcanti viveu a maior parte de sua vida em Campina Grande, onde o seu centenário, este ano, certamente será muito festejado.

Site ForrozeirosPE lança Coletânea 2015


O ForrozeirosPE está lançando o seu mais novo CD, uma coletânea em MP3 com grandes nomes do autentico forró pé de serra. Além dos parceiros que compõe o site, artistas pernambucanos e também nacionais como Ivan Ferraz, Caju e Castanha, Casaca de Couro (SE), Jorge Costa, Genival Lacerda, Trio Dona Zefa, Evanildo Pereira entre outros estão neste novo trabalho.

O site pernambucano, está no ar desde 2009 levando aos internautas o verdadeiro forró pé de serra e dando destaque a cultura do Estado, com muita informação e entretenimento. Este terceiro CD reúne 33 faixas com o melhor do forró 2015, com um diferencial das demais coletâneas lançadas, traz o Título da Música, Compositor, Cantor e telefone de contato do artista para shows e eventos. 

A Coletânea do Site ForrozeirosPE não está à venda, para adquirir basta participar das PROMOÇÕES ou baixar gratuitamente.

01. Só Falta Você (Bráulio de Castro) - Ivan Ferraz (81) 9212.0549

02.Me Dê Seu WiFi (Nerilson Buscapé / João Lacerda) Genival Lacerda (81) 8808-8888

03.Esse Amor É Só Paixão? - Diego Cabral (81) 9772-0224

04.Só Pra Mim - Diego Cabral (81) 8842-2926 / 9772-0224

05.Vou Tirar Onda – Digão Ferraz 

06.Forró Bonito - Iaponan Marins (81) 8875.4916 

07.Em Plena Lua de Mel (Cleide e Cleyton) – João Lacerda (81) 8808-8888

08.Beco do Lavrador (Alceu Valença) - Ari de Arimatéa 
(81) 9427-4995 | (81) 9874-0746

09.Tô de Boa (Edson Duarte) - Bruno Flor de Lótus (81) 9244-3092 / 8776-5163

10.Canta Casaca de Couro – Banda Casaca de Couro http://www.casacadecouro.com.br/ 

11.Pra Você Voltar Pra Mim (Dorgival Dantas) – Jorge Neto (81) 9992-9735 | (81) 8789-1986

12.Maria Basta - Banda Galera Forrozeira 
http://galeraforrozeira.com.br/ 

13.Casa Velha Abandonada (Deijinha de Monteiro) – Caju e Castanha (11) 98528-3207

14.Eu e Você (Leninho de Bodocó) - Arlindo Guia do Forró 
(81) 8699-4504 / 9463-5565

15.Forró do Picadinho (Leonardo Luna/ João Sales/ Zuza M/ Marcelino M/ Jeziel) – Banda Forró do Munguzá (81) 9740-5812

16.Na Roça (Genildo Sousa/ Marron do Forró) - Genildo Sousa (81) 9977-9863

17.Parar Pra Viver - Nerilson Buscapé (81) 8641-1698

18.Tuco Tuco (Jorge Costa/ Rita Flores/ Eron Lima) – Jorge Costa Show (21) 98859-3612 

19.Meu Querer (Anderson Ramalho /Marcondes Lima) - Anderson Ramalho (81) 8776-4821 / 3468-8597 

20.Atire a Primeira Pedra (Anderson Lata) – Neto Andrade (81) 9525-2876

21.Só Falta um Beijo (Os Nonatos) - Evanildo Pereira com part. Bete Nascimento (11) 97434-9899 / (11) 98436-3169 

22.A Sola do Meu Sapato (Aluizio do Acordeon) - Valda do Forró e Aluizio do Acordeon (81) 9997-4812 / 8750-7847

23.Flecha no Peito – Jorge Silva (81) 9907-5217

24.Pra Gente Ser Feliz – Gustavo Tiné (81) 9198-2018

25.Saudade no Peito (Chik e Diego Alencar) – Expresso Pau de Arara (81) 9743-7904

26.Raios de Sol - Tuca Versátil (81) 8524-9631

27.Sina de Sertanejo (Duda Ferraz e Jadson Lima) - Duda Ferraz (81) 9933-3903 / 8831-5440

28.Vida Boa Danada (Danilo Ramalho) - Trio Dona Zefa Part. Dominguinhos http://www.triodonazefa.com.br/ 

29.Raminho do Acordeon – (81) 9962-1377 / 8712-7657
Homenagem a Itapissuma
Arrastapé no Palhoção

30.A Dor da Solidão (Riva Aguiar) - Antônio Paulino (81) 9964-4884

31.Lancinho Proibido - Gilmar Silva (89) 8116-9177 / (89) 9440-8409

32.Sofrência de Amor (Cylene Araújo) – Cylene Araújo (81) 9606-5190

BAIXE GRATUITAMENTE:

Sua Musica: http://www.suamusica.com.br/#!/forrozeirospe2015

Iteia: http://www.iteia.org.br/audios/coletanea-site-forrozeirospe-sao-joao-2015

Dia do Quadrilheiro é comemorado na Câmara do Recife

O plenário da Câmara Municipal apropriou-se do clima junino que toma conta das ruas do Recife e, com a participação de artistas populares, comunicadores, forrozeiros e quadrilheiros, realizou uma reunião solene na manhã desta sexta-feira, 19, por iniciativa do vereador Almir Fernando (PCdoB). Foi uma solenidade para entrega da Medalha do Mérito José Mariano, a maior comenda do legislativo municipal, ao forrozeiro e compositor Jorge Silva, como também para comemorar o Dia do Quadrilheiro, que faz parte do calendário oficial de eventos do município, e que apesar de ser dia 27, foi antecipado extraordinariamente para realização de um único evento. Os componentes da quadrilha Origem Nordestina, do Morro da Conceição, assistiram à solenidade com os coloridos figurinos das apresentações.

O Dia do Quadrilheiro, que está previsto na lei municipal 17.887/2013, surgiu de uma proposição do vereador Almir Fernando, que agora também propõe a criação do Dia do Forrozeiro. Esse último faz parte de um projeto de lei ainda em tramitação na Câmara Municipal do Recife. A alegria das comemorações tomou conta da solenidade, que foi presidida pelo vereador Eduardo Marques (PTB). A mesa foi composta pelo forrozeiro Jorge Silva, pela presidenta da Federação Pernambucana das Quadrilhas Juninas (Feguajupe), Michely Miguel e pelo empresário Júlio Asfora. Na abertura, a emoção tomou do plenário e das galerias, que estavam lotados, quando o sanfoneiro Damião Mota tocou e a cantora Nádia Maia, madrinha do São João de Pernambuco 2015, cantou o Hino Nacional.

No discurso, o vereador Almir Fernando disse que as quadrilhas juninas têm uma importância não apenas cultural, por animar os arraiais em todo o município do Recife, como também porque realizam um trabalho social. “Elas trabalham durante todo o ano e até participam de ações para retirar jovens da droga e da vulnerabilidade social nas comunidades”, disse. Ele lembrou que “teve a felicidade de nascer em um bairro que respira a cultura popular, com manifestações que ultrapassam séculos, como a quadrilha junina”. Acrescentou que fica mais feliz ainda porque observa muitos jovens se misturando aos mais experientes para “não deixar a magia da quadrilha acabar”.

Almir Fernando explicou que o quadrilheiro junino é o profissional “que utiliza meio de expressão artística cantada, dançada ou falada transmitido por tradição popular nas festas juninas”. Ressaltou que a quadrilha é a principal dança nas comemorações de festas juninas. No Brasil, foi introduzida no período regencial e fez bastante sucesso nos salões do século 19. No ano de 2011, a presidenta Dilma Rouself sancionou a Lei 12.380/2011, que institui o dia Nacional do Quadrilheiro Junino. “As quadrilhas juninas se constituem em um movimento cultural que vai além da cultura, ao impactar a cadeia produtiva e modificar a realidade social”, disse.

Após o discurso, ele fez a entrega da Medalha ao Mérito José Mariano a Jorge José da Silva. O forrozeiro nasceu em Campo Grande, bairro do Recife, em 30 de Outubro de 1962, filho do pintor de parede José Mário da Silva e da costureira Marieta da Conceição Silva. O gosto pela música chegou logo na infância. Órfão de pai, muito cedo Jorge Silva começou a trabalhar para ajudar a mãe a manter os irmãos mais novos, estudar e ouvir os grandes cantores da época, num rádio ABC, que mantinha o tempo todo, ligado sobre uma cristaleira.

Ao fazer o discurso de agradecimentos, o forrozeiro e compositor resumiu sua história e disse que os primeiros passos que o levariam à descoberta do dom artístico, aconteceram quando, atraído pelo batuque da Escola de Samba Lambari, de Campo Grande, entrou para a bateria, como aprendiz de ritmista. Foi convidado pela ala de compositores para apresentar o samba e puxar a escola na avenida. Revelou o seu talento. E terminou gravando sambas pela extinta Gravadora Rozemblit. Daí em diante, praticamente abandonou a profissão de serralheiro para se dedicar, às composições. “Também conheci o cantor romântico Tarcys Andrade, que foi o primeiro artista a gravar minhas músicas”.

Jorge Silva apaixonou-se pelo forró e agora comemora 25 anos cantando o autêntico forró nordestino. É autor de 150 obras. “Hoje, recebo esta medalha, que divido com todos os artistas ligados ao forró. Essa homenagem chega em momento especial, quando nós estamos com dificuldade de ser contratados para cantar nas festas juninas em Pernambuco porque não temos os termos de contratação de cachê”, disse.

O vereador Almir Fernando entregou diplomas e troféus aos representantes das quadrilhas juninas Pisa na Fulô Mirim, Origem Nordestina, Lumiar e à presidenta da Feguajupe, Michely Miguel. Também foram homenageados a forrozeira Cylene Araújo; o blogueiro Cláudio Rocha; radialista Evandir Pedrosa, pelo Programa Forró na Nova é de Torar, da Rádio Nova FM; o “embaixador do forró” Ivan Ferraz; a forrozeira Nádia Maia; o poeta e forrozeiro Tuca Versátil; o músico e forrozeiro Roberto Andrade; a Sociedade dos Forrozeiros Pé de Serra e Aí; e o grupo Som da Terra, que comemora 40 anos de música. O grupo encerrou a solenidadde cantando algumas músicas populares, além da clássica “Asa Branca”.

Ronaldo Aboiador: um artista autentico, que conserva as tradições nordestinas

Criado na roça, convivendo com o espírito puro e valente do homem do campo. Ronaldo Aboiador foi agricultor em Palmeirina, região do agreste meridional de Garanhuns. Conhece de perto as dificuldades de quem nasce no interior. Chegou a estudar até o quarto ano do ensino fundamental. Como aboiador se tornou conhecido e admirado, apresentando-se em rádio e televisão por todo o Estado, chegando a participar do programa de Jô Soares, na Rede Globo. 

O primeiro disco foi gravado em 1989. Em 92, fez o segundo: “Clássicos do Aboio”, hoje acumula uma série de CDs e um DVD. O mais recente trabalho, é um álbum com título “ABOIO DE FÉ” que foi lançado em 2014.

Ronaldo Aboiador tem presença assegurada nos grandes eventos regionais, como a Missa do Vaqueiro, o Festival de Inverno de Garanhuns, e como integrante da Confraria do Forró tem sido convidado para vaquejadas, cavalgadas e shows nas principais casas de espetáculo da região, sempre sendo bem recebido pelo publico. Lembra, com emoção, a primeira vez que cantou ao lado de inesquecível Luiz Gonzaga, num especial dos 95 anos do “Rei do Baião”, na Fazenda São Miguel, em Serra Talhada, promovido pela Rede Globo Nordeste. Com sua arte e seu talento no trato com o aboio, Ronaldo se tornou um artista autentico, que conserva as tradições das coisas mais legitimas do cancioneiro sertanejo.

BAIXE ALGUNS CDs de Ronaldo Aboiador:

Coletânea 20 Anos - 
BAIXAR

Um Aboio de Fé - BAIXAR